Top Ad unit 730 × 90

Image and video hosting by TinyPic

Últimas Notícias

Destaque

O forró continua, mas sem a Lei da Zabumba. Ela existe, mas não vale

Aprovada festivamente pela Assembleia no ano passado, a lei que obriga o poder público a gastar 60% das verbas com manifestações culturais enraizadas na terra, em eventos como o São João e o carnaval, a chamada Lei da Zambumba, deu xabu em 2016, o primeiro ano em que está valendo.

Zé de Zulmira, o presidente da Associação dos Forrozeiros da Bahia, diz que há 500 associados aptos para tocar o forró pé de serra, mas só dez em condições de atender as exigências legais. Resultado: a Bahiatursa só se predispôs a contratar cinco e no frigir dos ovos, três com um cachê de R$ 8 mil cada.

Para uma banda com 12 integrantes, se não tivesse qualquer outro custo, ficaria R$ 666,66 para cada um.

Detalhe: há três anos, uma das bandas tocou para a mesma Bahiatursa por R$ 20 mil.

Pedidos nulos

Marcelo Nilo (PSL), presidente da Assembleia, que articulou com deputados de todos os partidos a aprovação da Lei da Zabumba, diz estar atento ao não cumprimento, embora possa fazer pouco:

— A gente fala, fala, fala, dizem que vão atender, mas não atendem. Chega a ficar chato.

 

Fonte:Bahia.ba

Foto: Mateus Pereira/GOVBA
O forró continua, mas sem a Lei da Zabumba. Ela existe, mas não vale Reviewed by Gilson Menezes on quarta-feira, junho 22, 2016 Rating: 5

Nenhum comentário:

Todos os direitos reservados LFTV © 2017
Powered By Studio Q16

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.